Place Branding: Transformando um destino numa MARCA-LUGAR

A construção de um conceito de “place branding” é a soma de ações que valoriza características importantes de um espaço, seja ele, um bairro, cidade ou país. E não é somente enfatizado a estrutura física, mas todas referências que compõem esse espaço, seja a cultura local, pontos turísticos, comércios locais, espaços de artes, culinária, toda a pluralidade cultural capaz de existir num lugar (Esteves, 2016).

O Movimento Cittaslow, Greve in Chianti e Slow Food

Neste post publico a segunda parte da entrevista com Paolo Saturnini, ex-presidente nacional da Associazzione Cittá Del Vino; ex-prefeito de Greve in Chianti entre 1995 e 2004; autor de dois livros de culinária envolvendo vinhos e do livro “L’armonia Del Chianti – riflessioni su una terra in bilico” sobre seu território e as memórias do nascimento do Movimento Cittaslow.

Cittaslow: uma revolução de gestão pública com foco na qualidade de vida e inspirada no vinho

Neste post publico a primeira parte da entrevista com Paolo Saturnini, ex-presidente nacional da Associazzione Cittá Del Vino; ex-prefeito de Greve in Chianti entre 1995 e 2004. O Movimento Cittaslow propõe a melhora da qualidade de vida dos cidadãos a partir de propostas vinculadas ao território, ao meio ambiente, ao respeito cultural e ao uso de novas tecnologias usando como “arma” o protagonismo comunitário.

GESTÃO DE PROJETOS – VISÃO GERAL

O objetivo deste artigo é apresentar, de maneira introdutória, o conceito de gestão de projetos sob a ótica de quem tem vivido os últimos 20 anos ou mais neste ramo, atuando em diferentes indústrias dentro e fora do Brasil. A importância da gestão de projetos, tanto para as organizações como para nossa própria vida, pode ser observada pela recorrente busca pelo assunto e pela crescente demanda de oportunidades de trabalho para profissionais com esta experiência.

Governança no Turismo Regional

O artigo a seguir é uma reflexão, escrita a partir de experiências vividas ao longo de 10 anos transitando em processos de regionalização do turismo. Inicia tratando de alguns conceitos de governança, depois trata da importância do planejamento colaborativo entre poder público e iniciativa privada até propor um modelo de governança e gestão do desenvolvimento do turismo regional.

1 2